27 dezembro, 2011

Loser ou lost?

Coisa n.º1:
Hoje estava a ouvir na rádio a história de alguém que criou um brinquedo para crianças cegas. A reportagem acabou com um fatal "Fulana-tal espera agora que empresas do ramo lhe façam uma proposta para produção do brinquedo." Que diabo! Como é que querem andar para a frente e sair desta crise se ficam à espera de convites e propostas?! Acham-se assim tão geniais que as empresas vão todas a correr fazer ofertas para comprar os direitos de produção? E que tal se a senhora que criou essa genial invenção fosse arranjar um empréstimo, pedir dinheiro à família, fazer uma colecta na escola onde dá aulas, sei lá!, e ir ela própria encomendar às empresas que lhe produzam a sua invenção, investir nessa criação em que acredita? 

Coisa n.º 2
O nosso Primeiro-Ministro cometeu a gaffe de sugerir aos nossos professores desempregados que procurassem oportunidades em países de expressão portuguesa. Para mim é uma gaffe lamentável já que veio de um Primeiro-Ministro, mas todos nós sabemos que, bem lá no fundo, não é um conselho de desaproveitar ou descabido. Muitos dos nossos amigos já nos deram esse conselho em alguma ocasião da nossa vida.

Isto fez-me reflectir no estado da minha geração. Loser ou lost?

Por um lado, e à primeira vista, sou uma loser: estudei para ser designer, até nem era má aluna, ganhei um premiozito, esforcei-me, viajei à procura de mais coisas, já trabalhei aqui e acolá mas a verdade é que fui parar atrás de um balcão de uma loja.
No entanto, é este balcão de loja que me permite várias coisas que são muito mais importantes que um emprego como designer: posso ser independente financeiramente, posso ajudar a minha família quando ela precisa, posso pagar um dinner and movies de vez em quando e posso - voilá! - ser designer! Sem patrões, sem exigências e dependendo apenas de mim e da minha criatividade! Porque com o que ganho, consigo (ainda) comprar material para produzir as minhas peças, pelas quais sou mais reconhecida do que alguma vez fui como designer-por-conta-de-outrem. Mas não fico à espera de convites e propostas! Em seis anos batalha-se para vender as nossas coisas, procuram-se fornecedores, procuram-se vendedores, procuram-se oportunidades. Às vezes conseguimos, outras vezes não. Umas vezes adoram-nos, outras não nos ligam nenhuma. Não estou rica, é verdade, mas será que preciso ser?

O que não estou é lost! E é isto que a nossa geração não pode estar! Os meus conterrâneos ficaram muito indignados com a ideia do Primeiro-Ministro. Mas porquê?
Há quem seja genial (como talvez a senhora do brinquedo para cegos) e que é convidado para as empresas e para bons cargos - devem ser 0,01% da população, na melhor das hipóteses. E há os assim-assim - nós todos, o resto.
Ora se se é genial, não se terá problemas, porque há lugar para génios em qualquer lado, seja aqui em Portugal, seja no Burquina-Faso. Se se é assim-assim temos então as duas opções:
  • opção 1 - ficar cá em Portugal e desenrascar-se com um emprego qualquer para o qual não se aspirou; 
  • opção 2 - ir para o estrangeiro e tentar a sorte numa carreira profissional para a qual se investiu.
Na opção 1, podemos sempre dar a volta ao texto e ser designer/ arquitecto/ advogado (as profissões liberais, aqui, têm mais vantagem, é certo) na mesma: arranjamos um trabalho que pague as contas e se soubermos gerir bem a coisa, fora de horas de expediente, ainda fazemos os nossos trabalhos - para esta opção é preciso muita determinação e trabalho. Um dia a coisa pode correr bem e largamos o "emprego". Entretanto, vamos mostrando do que somos capazes, por nossa conta.
Na opção 2, se se sente assim tanto o chamamento para uma profissão, para uma carreira, ao ponto de não sermos de maneira nenhuma felizes se não formos editores 3D na Pixar, então temos mesmo de "embalar a trouxa e zarpar". Tiriri tiriri tiririiitiiaiê. Então por que ficam tão indignados com o conselho do Primeiro-Ministro? Façam-se à vida! E sim, para esta opção também é precisa muita determinação e trabalho. Pois claro que ficam longe da famílias, dos amigos, do sol e dos pastéis-de-nata, mas se se sente assim tanto o "chamamento" isso não será problema. Se o é, escolham a opção 1.

A senhora dos brinquedos para crianças cegas, parece-me estar um pouco lost também. Dá a ideia de que não faz ideia nenhuma sobre o que fazer com a sua invenção. E parece-me que a minha geração está assim também: não sabe o que fazer com tanta educação e licenciatura.

Das duas maneiras não se pode perder a cabeça, ou seja, lost: tem de se saber o que se quer da vida, as prioridades, o que valorizamos, o caminho para se atingir os objectivos.

É que quando ganhamos também perdemos. E quando julgamos que já não temos nada a perder, é quando começamos a ganhar. Temos é de saber com que linhas nos cosemos.

15 dezembro, 2011

Na Dinamarca falam de nós // On Denmark, they talk about us

Graças à Lone Kindberg e à Kind By Nature, os nossos Jane Doe foram referidos na revista online BabyBusiness, também da Dinamarca.

Thanks to Lone Kindberg and to Kind By Nature, our Jane Doe dolls were refered at BabyBusiness an online magazine, also in Denmark.

06 dezembro, 2011

No Reino da Dinamarca! / In the Kingdom of Denmark!

Senhoras e Senhores, Meninos e Meninas:
A Do Not Push My Buttons! tem o prazer de anunciar a sua primeira internacionalização!

Ladies and Gentlemen, Boys and Girls:
Do Not Push My Buttons! is proud to announce its first international retailer!

ESTAMOS NA DINAMARCA!
WE'RE IN DENMARK!
A nossa amiga Rita Palma da Original Lisboa teve a gentileza de dar o nosso contacto à Lone Kindberg, uma senhora que se apaixonou pelos Jane Doe e que os quis levar para a Dinamarca, para os vender na sua loja online Kind By Nature!

Our friend Rita Palma at Original Lisbon was kind enough to give our contact to Lone Kindberg, a lady who fell in love with our Jane Does and took them to Denmark, to sell them at her online store Kind By Nature!

04 novembro, 2011

Ocupada // Busy

Chegaram ontem e estou apaixonada! São para uma encomenda especial que me está a entusiasmar imenso. Estou com muito trabalho atrasado (xiiii... podemos mudar de assunto?!) mas enquanto não resolver este desafio, não vou conseguir fazer mais nada.
E o que têm estes tecidos de especial? São 100% algodão orgânico certificado com tintos para estampagem sem solventes e eco-responsáveis. É o que nos garante a Cloud 9 e a sua designer Michelle Engel Bencsko.

03 novembro, 2011

Os meus pequenos // My little ones

O meu Ratinho (= a.k.a. Princesa Amélie Pulinhos), que está com um problema ainda sem diagnóstico nas patas traseiras, e o seu fiel companheiro Laranjinha (a.k.a. Garfield) com fobias irracionais e uma paixão avassaladora por moi même.
Tita, a Gata Grande que está neste momento ao meu colo, que nos adora e nós a ela!

31 outubro, 2011

De portas abertas // With open doors

Já abriu a loja online com alguns trabalhos do meu pai. Podem conhecê-lo um pouco aqui e agora podem adquirir algumas das suas obras de arte aqui. Espero que gostem tanto quanto nós gostamos! Aliás, podem, assim, compreender de onde me vem tanta cor!




Se preferirem, podem dar um salto até à Original Lisboa e peçam para ver os trabalhos de Fernando Martins - é que também os lá há!

20 outubro, 2011

News Express!

A Original acabou as suas obras de melhoramento do espaço e, ao mesmo tempo que celebra o seu 1º aniversário, inaugurará e zona de galeria no dia 22 de Outubro às 17h na Rua de Belém, nº 80 (ao lado dos Pastéis de Belém) em Lisboa.

Também a Chiado Design mudou de instalações: agora podem encontrá-la no Piso II do ÉvoraInn, na Rua da República, nº 11 (junto à Praça do Giraldo) em Évora. Estará aberta das 12h às 20h.


Open publication - Free publishing - More boa safra

E a Boa Safra, lançou o Catálogo de 2011 onde nós aparecemos (eu e os Jane Doe!). Estamos muito orgulhosos deste nosso pequeno contributo para uma grande e interessantíssima marca! Obrigada pela oportunidade!

18 outubro, 2011

Contágio // Contagion


Esta noite fui ver este filme - Contágio. A uma dada altura, há uma cena em que, já tudo descontrolado e em perfeito estado de desespero, as pessoas atacam um camião de rações de comida. Faz lembrar algumas cenas do Blindness - Ensaio Sobre a Cegueira. E faz lembrar algumas pessoas que tenho observado ultimamente: o desespero leva-as a transfigurarem-se, na melhor e mais ingénua das hipóteses, porque desconfio que não se trata de se transfigurarem mas de se revelarem, de mostrarem as suas verdadeiras intenções, o que fariam "se pudessem".
E surge na cena a personagem do Matt Damon a alagar os olhos de incredulidade, de decepção. E surjo eu, que já desistindo da luta pela ração, desistindo de espetar o dedo no olho do concorrente, de atacar o camião, alago a minha ingenuidade, observo e escolho outro caminho.
Não sei por onde vou,
Não sei para onde vou
Sei que não vou por aí!


 
José Régio - Cântico Negro 

01 outubro, 2011

Em Coimbra // In Coimbra

A partir desta semana, a Komplentos tem agora algumas peças Do Not Push My Buttons! Senhoras de Coimbra, passem por lá!
Since this week, Komplementos has some Do Not Push My Buttons! products. Ladies of Coimbra, go there!

25 setembro, 2011

Obrigada // Thank You

Obrigada Jim Henson! Se houvesse um Freud capaz de compreender de onde vêem as nossas sensibilidades estéticas, certamente, em mim descobriria que viriam dos bonecos de Jim Henson, sendo os meus preferidos de sempre, os da série Fraggle Rock!
Thank you Jim Henson! If there would be a Freud to understand where my aesthetic tastes would come from in me, he would find that it would come from Jim Henson's muppets, beeing my all time favourites the series Fraggle Rock!
Lembro-me de pensar que, se um dia tivesse um cão, seria como o Sprocket (que é a minha Boo);
I remember thinking if I would have a dog one day, it had to be like Sprocket (wich is my Boo);
... que gostaria de ser trabalhadora e dedicada como os Doozers,
... that I'd like to be as hard worker as Doozers,
... e tão cool como os próprios Fraggles!
... and as cool as Fraggles themselves!

17 setembro, 2011

Take Me Out // G.02

Este é um protótipo. Não está para venda. Não sei se conseguirei alguma vez reproduzir com este tecido liiiiindo das maçãs que encontrei na Dot Quilts. Tem ainda alguns pormenores a melhorar, mas hão-de existir mais exemplares... com outras cores e outros padrões igualmente bonitos!
This is a prototype. It is not for sale. I don't know if I can ever reproduce this gorgeous fabric apples I found on Dot Quilts store. There are still some details to improve, but they will be more copies ... with other colors and other patterns also as beautiful!

16 setembro, 2011

Take Me Out // G.01

Já tinham reparado na fotografia anterior que havia novidades!
Aqui está um dos 4 novos modelos. Pertence à série Take Me Out e é uma bolsa a tiracolo, cuja alça se pode encurtar para poder usar ao ombro. Tem uma parte semi-rígida e fechos magnéticos.
Trata-se de um modelo original. Os moldes foram desenhados por mim e adivinhem quem os executou ;)
You must have noticed the picture before that there were news!
Here is one of four new models. It belongs to the series Take Me Out and it is a shoulder bag, whose handle can be shortened in order to use the shoulder. It has some semi-rigid and magnetic closures.
It is an original model. The pattern was designed by me and guess who executed them ;)

15 setembro, 2011

Expo World Fashion - O Flop ou Como Se Sentir Um Papalvo

Ora como é que vou colocar isto sem eu parecer uma idiota e sem ofender ninguém: fomos todos ao engano. Os visitantes julgavam que iam ver uma coisa que não era; os expositores julgavam que iam participar num evento que não foi, com oportunidades que não foram, com concorrência que jamais seria, com visitantes que não vieram, com promessas que nunca seriam.
Fomos desterrados para um 1º andar mal iluminado, os nossos nomes não apareceram em lado nenhum, e os visitantes contavam-se pelos dedos.
Claramente houve um aproveitamento da nossa ingenuidade, da nossa grande vontade de dar a conhecer o nosso trabalho.
Espero que os organizadores durmam descansados ao saber que os nossos pequenos lucros foram em grande parte reinvestidos numa promessa de uma grande feira de moda com "mais de 82 marcas presentes; mais de 3.200 visitantes profissionais; 100% de ocupação do pavilhão; incremento em média de 20% do volume de negócios por edição." Se isto aconteceu nas edições anteriores, nesta não aconteceu e só pode ter ficado muito aquém.
Houve lições aprendidas, nomeadamente, "Aqui, nunca mais!".

How can I put this without looking like an idiot and not offend anyone: we got mistaken. The visitors thought they would see something else; the exhibitors thought they would participate in an event that was not that one, with the opportunities that were not those. We would never be in competition with those contestants and we were promised with what would never be.
We were banished to a first floor dimly lit, our names did not appear anywhere, and visitors were counted by the fingers.
Clearly there was a use of our ingenuity, our strong desire to make known our work.
I hope the organizers sleep peacefully knowing that our small profits were largely reinvested in a promise of a big fashion show with "more than 82 brands present, more than 3,200 professional visitors, 100% occupancy of the dwelling; increase in average 20% of turnover per issue." If this happened in previous years, this has not happened and can only have fallen far short.
There were lessons learned, including "Here, never again."

04 setembro, 2011

Oh boy!


Agora é que me entalaram! Vou participar num evento cuja publicidade aparece nos comboios, senhores!!!
Mais: vejam bem quem são alguns dos participantes - Lidja Kolovrat, Storytaillors, Os Burgueses, Aforest Design,  Augustus, entre outros!
Estou tramada!

Now it's pinching me! I will participate in an event whose advertising appears on trains!
More: just imagine who are some of the participants - 
 Lidja KolovratStorytaillorsOs BurguesesAforest Design,  Augustus, and more!
I'm hatched!

Expo World Fashion

Venho convidar-vos a visitarem o stand da Do Not Push My Buttons! na 4ª Edição do Expo World Fashion que terá lugar nos dias 9, 10 e 11 de Setembro.

Dias 9 e 10: das 12h às 22h (só profissionais)
Dia 11: das 10h às 20h (toda a gente!)

O local: Centro de Congressos de Lisboa (Antiga FIL) - Pavilhão Rio

Vai haver novidades... e mais não digo ;)

Conto convosco!

10 agosto, 2011

Yoga

Fui esta manhã à minha primeira aula de Yoga. Não sei se é Ioga, Iôga ou Yoga. É qualquer coisa e gostei desse qualquer coisa que faz mexer este corpo e relaxar esta cabeça.
O que me parece bom nisto é que é uma forma de ginástica (os entendidos saltam-me em cima, mas não sei nada sobre o assunto) que trabalha a respiração e que relaxa em vez de trazer ao de cima coisas como a competitividade, o fracasso ou atingir pontuações.
Gostei e vou continuar!
This morning I went to my first yoga class. I don't know if it's Ioga, Iôga or yoga. It's anything like this and anything that makes this body move and relax this head.
What seems good to me is that it is a form of fitness (the experts will laugh, but I don't know anything about it) working the breathing and relax instead of bring out things like competitiveness, or failure to achieve scores.
I like it and I will continue!

27 julho, 2011

As minhas avós | My grandmothers

A materna deixou-me uma máquina de costura Singer de 1927 e a paterna mandava-me retalhinhos para os vestidos das minhas Barbies.
A Avó Sacramentinha não conheci, mas sei que toda a gente saía de casa dela com um prato de sopa. Quarenta e tal anos depois da sua morte toda a gente a recorda como sendo uma pessoa de grande generosidade na aldeia.
A Avó Albertina deu-me a expressão, o modo de rir, o gosto pela costura, os sapatinhos-de-andar-por-casa e as batatinhas fritas aos cubinhos. E só nos víamos praticamente no Natal e até 1988.

Desconfio que as duas andam de volta de mim. Não sei porquê... é cá uma impressão minha. :)

My maternal grandmother left me a Singer sewing machine from 1927 and my paternal grandmother used to send me little scraps so I could make dresses for my Barbie dolls.
Grandmother Sacramentinha I didn't meet, but I know that she used to give everyone a bowl of soup before they could leave her house. Forty or so years after her death everyone remembers her as being a person of great generosity in the village.
Grandmother Albertina gave me the expression, the way to laugh, the taste for sewing, the little stay-at-home shoes and the diced potato chips. And we saw each other only at Christmas only until 1988.

I suspect that the two go around me. I don't know why ... I have this feeling they do. :)

13 julho, 2011

Dona Luísa | Madam Luísa

Apresento-vos a "Dona Luísa"!
O mesmo desenho da "Menina Luísa", mas agora, maior para caber mais tralha! Uma mala muito prática, eu diria.
Meet "Madam Luísa"!
Same design as "Miss Luísa" but now much bigger to fit more stuff! A very practical bag, I'd say.

Um Domingo | A Sunday

Lá estivemos nós, neste Domingo passado, na Feira da Fábrica, uma feira muito interessante com coisas em 2ª mão, com biscoitinhos e compotas caseiras, muito vento mas óptima companhia!
There we were, this past Sunday, at the Fair of the Factory, a show with very interesting 2nd hand things, with biscuits and homemade jams, too much wind but great company!

08 julho, 2011

Feira na Fábrica

Prevejo que esta será uma rara aparição da Do Not Push My Buttons! em feiras neste Verão.
É por uma boa causa: estou a preparar um evento que requer bastante dedicação e acerca do qual, entretanto, darei mais novidades.
Assim, aproveitem e venham matar saudades dos botões, das "Meninas Luísa" e dos Jane Doe à Feira na Fábrica, na Lx Factory, em Lisboa, no Domingo dia 10 de Julho, entre as 11h e as 19h!
I predict that this will be a rare appearance of Do Not Push My Buttons! at fairs this summer
It's for a good cause: I am preparing an event that requires a lot of dedication and about which, however, I'll keep you posted.
So, enjoy this opportunity to meet the buttons, the bags and Jane Doe's dolls at the Fair in Lx Factory, Lisbon, on Sunday July 10th, between 11a.m and 7p.m!

04 julho, 2011

Compras | Shopping

 Na Feira Internacional de Artesanato "desgracei-me" em compras: tecidos e botões e botões e tecidos e mais tecidos com botões. Tudo para vocês!
As the International Crafts Fair I "ruined" myself in shopping fabrics and buttons andbuttons and fabrics and fabrics with more buttons. All for you!
Mesmo antes de lá ir (2 vezes) já me tinha "desgraçado" na Baixa. Enfim... é por uma excelente causa!
Even before going there (twice) I had "ruined" myself Downtown. Well... it's for an excelent cause!

Um pequeno presente

Para uma grande amiga (ok... agora até vale por 2) que quer aprender a costurar. Achei que ela precisava de um kit para as "agudezas" da vida ;)
To a great friend (Ok .. now worth up for 2) who wants to learn to sew. I thought she needed a kit for the "sharpness" of life ;)

São Martinho do Porto

Em criança, era em São Martinho do Porto que passava as férias de Verão. Subíamos às dunas e rebolávamos até cá abaixo; atravessava o rio que desagua na baía às cavalitas do meu pai quando a maré enchia; apanhávamos mexilhão, berbigão, conchinhas, búzios com formas esquisitas. Passei alguns aniversários aqui e quase sempre havia tempestades por essa altura. Uma vez até ficámos sem luz e não havia mais velas senão as do meu bolo de anos.
E continua a ser lindo. E hei-de lá voltar.
(Para quem não conhece, fica aqui.)

As a child, I used to spend my Summer holidays at Sao Martinho do Porto. We used to climb the dunes and then rolled down; my dad used to take me on his shoulders to cross the river when the tide was high. We collected mussels, clams, shells, whelks with odd shapes. I spent a few birthdays here and almost always had storms by that time. Once we were up to no light and no more than the candles on my birthday cake.
It still is so beautiful. And I shall return there.

(For those unfamiliar, it is here.)

23 junho, 2011

Alguém para cuidar. Parte II | Someone to take care of. Part II

Se às vezes não nos apetece muito levantar da cama, temos de nos lembrar que há alguém que depende de nós.
If sometimes we don't feel much like getting out of bed, we have to remember that someone depends on us.

koo koo

Andei um pouco afastada da máquina, do MEU trabalho. Não vos sei explicar porquê. Sentia-me triste porque acabou a Crafts & Design (ou pelo menos foi suspensa temporariamente) e fiquei um bocado no ar, a pairar, sem saber bem o que fazer, apesar de continuar a ter encomendas e lojas para fornecer. Era assim uma espécie de nó, de orfandade. Penso que já passou e estou de volta! A acabar trabalhos que estavam por acabar, a arrumar "a casa", a pôr ideias no lugar que no futuro próximo haverá muito trabalho e muitos desafios que poderão ser decisivos para a Do Not push My Buttons! (e para mim, que somos a mesma).
I've been a little off the machine, off of my work. Don't know why. I was just sad because Crafts & Design Fair was canceled (or at least been temporarily suspended) and was a bit on the air, floating, not knowing what to do, despite continuing to have orders to fullfill and stores to provide. I had a kind of knot in my mind, an orphanhood. I think it is over and I'm back! Finishing works that were unfinished, to order "home", to put ideas in place because in the near future there will be a lot of work and many challenges that may be decisive for Do Not Push My Buttons! (and for me, who are the same).

19 junho, 2011

Coração mecânico. | Mechanical heart.

De volta à máquina de costura. Parece-me uma extensão do meu braço. Tanto que eu gosto do "tic tic tic" dela. É o seu coraçãozinho mecânico que me ajuda a dar vida às minhas ideias. ♥
Back to the sewing machine. Seems to me an extension of my arm. I like so much its "teek teek teek". It's its little mechanical heart that helps me give life to my ideas.

16 maio, 2011

Por dentro e por fora | Inside and outside

Agora que sou uma costureirinha diplomada tenho mais atenção aos pormenores, como por exemplo, ao interior das minhas peças: com forros a sério, tão perfeitos como o exterior. Foi uma conquista e estou muito contente por poder abrir as malas que faço sem vergonhas :)
Now that I am a graduated seamstress I pay more attention to details, such as the inside of my bags: with serious liners, as perfect as the exterior. It was an achievementand and I am delighted to open the bags I make with no shame :)

10 maio, 2011

Alguém para cuidar | Someone to take care of

video
Amélie Pulinhos* A nova princesinha cá de casa para fazer companhia à minha Titita Alegria. É tão bom passar por mamã-gata*
Amélie * The new little princess of our house, to keep company to Titita Happiness. It feels so good  pretending I'm a mummy-cat*

Luisinha | Little Luísa

E aqui está ela, em versão tiracolo.
Mais pequena que a "Menina Luísa", mas igualmente elegante :)
And here it is, in shoulder-carried version.
Smaller than "Miss Luísa" but equally elegant :)

Shining happy people!

 
Este fim-de-semana as pessoas irradiavam uma alegria que já não via há muito tempo na Crafts & Design: primeiro, porque as previsões davam tempo chuvoso e nublado e fizeram dois lindos dias solarengos; segundo, porque as pessoas deviam andar com tanto medo das medidas do FMI que não compravam nem um alfinete e afinal ainda vai haver subsídios de férias e não vamos ser tão massacrados como já imaginávamos; e, por fim, havia jazz no Jardim da Estrela o que que alegra sempre qualquer um!
Da minha parte, fiquei muito contente porque agora posso renovar stocks, já que algumas peças mais antigas tiveram nova oportunidade e as minhas "Meninas Luísas" e "Luísinhas" foram um sucesso!
Ah pois é! Vocês ainda não conhecem as "Luísinhas"! Vejam o próximo post ;)

This week-end people radiated a joy that I had not seen in a long time in Crafts &Design: first, because the predictions were saying cloudy and rainy weather and we had ​​two beautiful sunny days; second, because people were so afraid of the measures from the IMF that they didn't purchase nor a pin and still, after all, there will be holiday bonuses and we will not be as butchered as I imagined; and, finally, there was jazz in the Garden and it always cheers anyone!
For my part, I was very happy because now I can renew stocks, as some older pieces had another chance and my "Miss Luisa" and "Little Luisa" were a success!
Oh! You still don't know "Little Luisa"! See the next post ;)

30 abril, 2011

Trabalho árduo | Hard work

É assim... o que é que eu posso fazer?!
This is it... what can I do?

Branding

Esta foi a primeira experiência com a amostra de etiqueta que pedi a uma empresa na Covilhã. Estou muito satisfeita até agora, em breve farei a encomenda e todos os produtos passarão a estar identificados convenientemente. O que acham?
This was my first experience with the sample label asked to a company in Covilhã. I am very pleased so far, soon I will order and all products will be properly identified. What do you think?

20 abril, 2011

Work in Progress

Parece uma saia de pregas, mas não é. É o próximo projecto Do Not Push My Buttons! Vamos ver o que sai daqui.
Looks like a pleated skirt, but is not. It's the next Do Not Push My Buttons! project. Let's see what comes out of here.

Últimas Aquisições | Latest Acquisitions

16 abril, 2011

Ballet

O que eu gosto de ballet!

Até aos 9 anos, tudo o que eu queria ser era bailarina. Aos 5 anos, pedi à minha mãe para me inscrever nas aulas de ballet, ao contrário das outras meninas que iam porque as mães achavam que era "bem". Chegou-se ao ponto de, às escondidas do meu pai, a minha mãe pagar aulas extra em dança contemporânea além das de ballet, porque o dinheiro não chegava para tudo e eu queria taaaanto ser bailarina!

Cheguei a participar nas peças das meninas mais velhas do que eu, sendo que eu me destacava, principalmente, por ser minúscula ao pé delas, mas arrebatava o lugar de prima ballerina, por me esforçar tanto para ser a melhor. E era.

Tenho um total fascínio por ballet clássico. Fico de boca aberta. Volto a ser menina que acredita em contos de fadas. Infelizmente, não tive muitas oportunidades de assistir a tantas peças ao vivo quanto queria, mas algumas que vi não esqueço.

O som das sapatilhas ao bater no chão de madeira ou a deslizarem sobre ela, o esforço que fazia a tentar e a tentar de novo certo salto, certo movimento, esticar todos os músculos para sair perfeito, faz-me recuar lá bem para o fundo do que sou:

Could have been a brilliant career.

13 abril, 2011

Boa Safra em Alfragide

Já abriu em Alfragide a nova loja da Boa Safra. Fica no edifício Home Space, na loja Interforma, na Zona Industrial de Alfragide. E lá estão os nossos pequenotes Jane Doe :)
The new shop of Boa Safra is open. It's in Home Space building, in Interforma store, Industial area of Alfragide. And there are our little Jane Does :)