21 dezembro, 2007

À velocidade da luz


Este ano, com tanto trabalho para fazer, sobrou muito pouco tempo para as compras de Natal.


Mas consegui fazê-las todas em tempo recorde, senão vejamos:

- prenda para amiga-do-coração e cunhado: a ideia tive-a a caminho de casa. Tempo de execução da prenda - 1 hora (embrulho incluido)

- compras para pai e mãe em centro comercial a abarrotar: 1 hora e meia

- presentes para colegas de trabalho: 45 minutos (embrulho incluido)

- presentes para chefe e sub-chefe: 5 minutos. 30 minutos à espera do embrulho (raramente faço estas patetices de ficar horas na fila para os embrulhos, mas este valia a pena porque perderia mais tempo a ir comprar o papel, a decoração e embrulhar)

- presentes diversos para pai, mãe, sista: minutos... fui comprando aqui e ali, mas sempre coisa de "É isto!".


Também houve pessoas mais afortunadas que tiveram direito a presentes feitos à mão. Esses demoraram um pouquinho mais, mas fui fazendo-os. Só falta acabar um deles.


O truque? Passar meses a pensar no que as pessoas gostam. Chega esta altura, 'tá feito!

3 comentários:

SRC disse...

e para o luis??????????

do not push my buttons! disse...

AINDA NÃO TENHO!!! PÂNICO!!!
Só falta ele!

de trapo e sonhos disse...

BOAS FESTAS E FELIZ ANO-NOVO

BEIJS

GERTRUDES